Servidores de Mogi Guaçu rejeitam reposição da inflação parcelada e pedem apoio dos vereadores.

destaque, Sindicatos

A contraproposta da prefeitura de Mogi Guaçu em repassar apenas a inflação dos últimos 12 meses, que foi de 3,94%, em duas vezes (2% em março e 1,94% em setembro) foi rejeitada pelos servidores.

A categoria pediu 11% de reajuste salarial – que refere a inflação 3,94% + aumento real + a inflação do ano passado que não foi repassada. Eles rejeitaram a proposta da administração e pediram apoio dos vereadores que se comprometeram em convocar os técnicos da administração para discutir todos os pontos da campanha salarial dos servidores.

“Vamos continuar lutando pelos servidores e esperamos que todos os trabalhadores apoiem o Sindicato nesta batalha que visa a melhoria dos salários, benefícios e condições de trabalho de todos”, afirma o presidente do Sindiçu, Valdomiro Sutério.

O presidente da Fesspmesp. Aires Ribeiro, esteve presente no manifesto promovido pelo Sindicato em protesto contra a postura da Prefeitura. Os servidores continuarão a batalha pela reposição da inflação, aumento real e demais benefícios que os trabalhadores tem direito por sua dedicação à população.

“A Federação e Confederação dos Servidores Públicos Municipais estão apoiando a luta dos servidores e dos diretores sindicais que se dedicam a buscar a valorização do servidor pela administração”, destaca Aires Ribeiro.

 

 

 

 

Deixe uma resposta