Greve em Guarulhos é concluída após 9 dias de muitas manifestações e negociações

destaque, Sindicatos

A mobilização teve início após o prefeito da cidade (Guti) realizar uma proposta de reajuste zero. A categoria rechaçou e decretou greve.

Após a audiência de conciliação no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo que teve início às 14 horas da quinta-feira (30), o STAP – Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública Municipal de Guarulhos, juntamente com os trabalhadores, realizaram assembleia onde foi deliberado acerca da rodada de negociação no Tribunal.

Diretores do Sindicato e representantes da Prefeitura reunidos no Tribunal

A assembleia dos trabalhadores em greve aprovou a seguinte proposta mediada pelo desembargador:

– Abono mensal de R$ 80,00 para quem ganha até R$ 2.502,00;

– Reajuste nos valores do VR/VA e cesta da básica, de 5%;

– Reajuste salarial de 2%, parcelado, sendo assim: 1% em maio 0,5% em setembro 0,5% em novembro;

– Dias parados. Não haverá desconto. Os mesmos serão compensados.

Servidores aprovam proposta durante assembleia no Paço Municipal

“Todo prefeito que desafia o funcionalismo acaba pagando pra ver. Com o Guti não foi diferente. Teve de rever sua proposta e apresentar melhorias. O funcionalismo é estável, os governantes passam, a luta continua”.

Pedro Zanotti Filho – Presidente do STAP Guarulhos e diretor da FESSPMESP

A FESSPMESP parabeniza os diretores e funcionários do sindicato de Guarulhos e os servidores públicos municiais que participaram desta grande mobilização pela organização, comprometimento e bons resultados garantidos a todos os trabalhadores, nesta luta em prol de melhores salários e condições de trabalho.

Deixe uma resposta