Presidente Aires Ribeiro envia ofício à Fiesp referente material publicitário que defende o congelamento de salários dos servidores públicos

Presidente Aires Ribeiro envia ofício à Fiesp referente material publicitário que defende o congelamento de salários dos servidores públicos

Geral, Sindicatos

Americana, 03 de Junho de 2020.

À

Presidência da Fiesp

 

Ref: Material publicitário que defende o congelamento de salários dos servidores públicos

 

Senhor Presidente

 

Represento aqui os Servidores Públicos Municipais do Estado de São Paulo como Presidente da Fesspmesp – Federação dos Sindicatos de Servidores Públicos Municipais do Estado de São Paulo que congrega 162 entidades presentes em 200 municípios.  Também falo em nome de todos os servidores municipais do Brasil através da CSPM- Confederação dos Servidores Públicos Municipais que congrega 11 federações em 11 estados brasileiros.

Ao assistir as publicações promovidas por esta Federação, que defende o congelamento dos salários dos servidores, neste momento econômico delicado que enfrentamos, me vieram algumas dúvidas que quem sabe Vossa Senhoria possa me ajudar a compreender.

Não quero argumentar aqui, se é justo ou não? conforme perguntam na referida matéria, para isso seria necessário discorrer sobre todas as atividades desenvolvidas pelos servidores, suas responsabilidades, competências e valores mensais que recebem como salário.

Minha dúvida paira em qual é o papel de uma federação da Industria neste momento em que empresas estão fechando as portas, principalmente por falta de consumo de seus produtos. Também pergunto, como esta representativa e respeitável federação está estudando caminhos de recuperação pós pandemia se tem caminhado em direção contraria ao que entendo fundamental para o aquecimento da economia interna.

Como entender que retirando recursos, quase um trilhão, dos aposentados com a reforma da previdência e agora com a redução do poder aquisitivo dos 14 milhões de servidores com o congelamento de salários, vai contribuir para a recuperação de nossa indústria se considerarmos que as prefeituras neste pais são os maiores empregadores nos municípios.

Por outro lado, enquanto vocês defendem redução de consumo a Febraban articula e incluem na medida provisória 936 no artigo 27 a possibilidade de servidores e aposentados adquirirem com mais 10% de seus salários o seu produto.

É claro para mim que a política deste governo é defender e dar sustentabilidade para o sistema financeiro em detrimento dos demais segmentos da sociedade, basta verificar as atitudes tomadas até agora. O que não consigo entender como reduzir consumo, através da redução de poder aquisitivo, contribui para recuperação da indústria?

Apresento os protestos de respeito e consideração.

Atenciosamente,

 

Aires Ribeiro

Presidente da Cspm e Fesspmesp

Deixe uma resposta